.
.

Bancor Internacional Ltda.

Fundada em 1995

.

CONTADOR

Aplicação de tecnologias avançadas: do Tratamento das Vinhaças, produzindo Biogás, Sais Essenciais, Fertirrigação, Água de Reúso, até à Geração de Energia Limpa.

Notícias em Divulgação de Tecnologias em Saneamento & Geração de Bio Energia.

Bancor Ambiental elabora o Sistema Diagnóstico de Geração de Biogás, Tratamento de Vinhaças: BIOWATT.
Sistema indica viabilidades: Industrial, Econômica e Financeira, na obtenção e o aproveitamento de subprodutos.
Aplicação de Tecnologias avançadas, já a partir da fermentação Alcólica, à geragação de Energia Limpa por biogás.
Todos os passos são avaliados por profissionais de amplos conhecimentos nos aspéctos técnicos e mercadológicos,incluindo indicações de Indústrias produtoras de Equipamentos de Processos.

.

.
.

Opiniões & Tecnologias

.

Dr. Sérgio Augusto Costa
Olá todos!
Momentos atuais: Pandemia - Reflexões: - Dezembro,20 -2020.

No fundo, sabemos o que temos que fazer para “sairmos melhor desta”, de verdade. Vendo outras pandemias na história humana: Peste Bubônica / Peste Negra, Varíola, Cólera, Gripe Espanhola, Gripe Suína (H1N1), saímos melhor?

É tão difícil se conscientizar que somos:
- Egoístas e todos igualmente pecadores, nem piores nem melhores que ninguém?
- Seres com necessidades de curas físicas e espirituais, principalmente, em um planeta de provas e expiações, mas em constante evolução?
- Os únicos responsáveis por nossos atos e assim também por nossa evolução e felicidade?

Depende só de nós mesmos, de cada um.

Forte abraço a todos!

Sérgio Augusto Costa.

 

Fonte: Ministério de Minas e Energia - Usina Bonfim .

Tecnologia THIOPAQ®
Para o biogás ser utilizado como fonte de energia é, às vezes, necessário realizar o processo de dessulfurização (remoção do sulfeto de hidrogênio) do gás. O sulfeto de hidrogênio (H2S) é um gás incolor, muito venenoso, corrosivo e inflamável. O H2S precisa ser removido antes que o biogás possa ser usado.
Uma combinação de processos é aplicada pela tecnologia THIOPAQ® para remover biologicamente o H2S (sulfeto de hidrogênio) do biogás. A Paques tem mais de 25 anos de experiência operacional em eliminação do H2S, com mais de 265 referências no mundo, com a tecnologia THIOPAQ®.
Após o tratamento no THIOPAQ®, o biogás pode ser usado em um motor a gás, caldeira ou, mediante tratamento complementar (remoção de CO2 e água), pode ser injetado na rede de gás natural ou até utilizado como combustível veicular. O enxofre elementar, subproduto do processo THIOPAQ®, pode ser usado como um fertilizante de alta qualidade
 

Novo marco legal do saneamento

.DECRETO Nº 10.588, DE 24 DE DEZEMBRO DE 2020 aqui:

Publicado no DOU nessa madraugada do dia 25/12/2029, o Decreto Nº 10.588 sancionado pelo Presidente Bolsonaro, estabelece o novo marco legal do saneamento básico no País, enunciando as condições e formas em que se darão os repasses de recursos e apoios técnico e financeiro da União aos municípios, para a adaptação dos serviços de sanemeno.

. de: Leopoldo Teixeira

Atuou nas empresas que formaram o Grupo ZANINI S/A Equipamentos Pesados; Zanini Intl.Trading Company, S/A,Zanini Com. Internacional Ltda. Fundador e CEO de Bancor Internacional Ambiental Ltda, Consultoria independente ao PROINFA, em Fontes Alternativas de Energia, em Biogás/Geração de Energia, em Aterros Sanitários e Vinhaças de Destilarias de Álcool.; Depositante de Patente de Invenção junto o INPI, para tratamento de vinhaças e separação e sais por Eletrociálise Reversa (2006)

Este Decreto dispõe sobre o apoio técnico e financeiro de que trata o art. 13 da Lei nº 14.026, de 15 de julho de 2020, e sobre a alocação de recursos públicos federais e os financiamentos com recursos da união ou geridos ou operados por órgãos ou entidades da União de que trata o art. 50 da Lei nº 11.445, de 5 de janeiro de 2007, sob o foco de uniformização do Planejamento, da Ragulação e da Fiscalização;

Em seu Art. 2º, trata da "Prestação regionalizada de serviços de saneamento" visando a geração de ganhos de
escala e a garantia da universalização e da viabilidade técnica e econômico-financeira dos serviços, com uniformização do planejamento, da regulação e da fiscalização.

Trata-se da modernização ao atendimento massivo às populações próximas aos grandes centros e às alijadas das influências econômias e políticas, tão carentes da correção dos sistemas atuais e tradicionais, que já carrearam prejuízos à Saúde e aos Desenvolvimento Humano e Social, como um todo.

Foran criadas instâncias de administração e análise dos assuntos de saneamento, realçando peculiaridades regionais, quer pela concentração demográfica de cada região, assim omo na aplicação do princípio econômco-financeiro da universlização e viabilidade técnica nas progeções no Saneamento.

Criarm-se figuras como ds Prestação Regionalizada de Serviços de Saneamento, regulamentada nas hipóteses das aplicação dos recursos, cuja regulamentação das condições as quais os recursos da União poderão ser repassados, quando formalizados os atos que definirão capacitação e compromissos dos beneficiados ou tomadores, dos mesnos;Assim, há a previsão da normatização do abastecimento de águas e esgotamento snitários, na forma da Lei 11.107 de 6/04/2005, com regulamentação para:

  • Consórcios já existentes e suas abrangências regionais;
  • RIDE: Região Integrada de Desenvolvimento;
  • CISBformação de Unidades Regionais de Saneamento Básico, a partir de deliberação do Comitê Inteministerial de Saneamento Básico;
  • Apoio Técnico e Financeiro da União, que é tratado no Capíto III, descreveu a forma e condições técnicas e administrativas a serem prticadas, dentro da disponibilidade financeira, na Lei 14.026/2020, art. 13;

O Ministério do Desenvolvimento Regional, o Ministério do Meio Ambiente e a ANA, publicarão em sítio eleetrônico, boqs práticas em programas, projetos e outras ações, como forma de apoio técnico prestado pela UNIÃO.

En nossa opinião,essa regulamentação traz progressos às regulamentações anteriores, dando-lhes mais dinâmica nas tomadas de decisões e aplicações de recursos no Saneamento Básioo, com um característica mais técnica, quando impõe obrigatoriedade na preparação de HABILITAÇÃO de projetos que importam à coletividade, pelos tomadores de recursos públicos,

Estudo: "O Futuro do Mercado de Energia".

.

por : Sérgio Augusto Costa, Dezembro-2020.
Founder and CEO at VILCO
Managing Director at EMD Brasil
ABREN Board Member
Tópicos em Destaque:
Setor Elétrico Brasileiro
Setor Elétrico Futuro: Fonte: Vilco Energias Renováveis
Micro e Mini Geração Distribuida
Adoção de Tecnologias Conectadas
Expansão da Eficiência Energética
Oportunidades para Corporação e Indústrias
 

O estudo elaborado pelo Dr. Sérgio Augusto Costa, representa um compêndio sobre as energias desenvolvidas no mercado, suas categorizaçõeae empregos, constituindo em indicações aprofundadas sobre o momento atual e possibilidades futuras, dentro dos conceitos de viabilidades preconizadas, paraa economicidade e o emprego dos recuros naturais disponíveis, dos mesmos resultantes das atividades industriais e agrícolas, face às necessidades de preservação e melhorias do Meio Ambiente.

Trata-se de uma difícil equação envolvida com outros fatores determinantes ainda sendo adaptados e desenvolvidos, como: Políticos, Mercadológigos, Econômicos, Tecnológicos, dentre outros. Pelas características de didatismo profundo e ao mesmo tempo leve e bem formulado tecnicamente, esse documento terá cumprido o almejo do autor, em transferir muito a cada peça envolvida no assunto EGERGIA em nossa sociedade, angariando desenvolvimento e empreendorismo, tão necessários à preservação do planeta e da vida..

Leia o trabalho completo

CBIOS - RENOVABIOS - Em 21.12.2020

Justiça federal derruba última liminar contra metas do Renovabio em Combustíveis JudiciárioTransição energética

por: epbr Texto extraído do boletim do autor

 18 de dezembro de 2020

 
O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) derrubou liminar que havia sido obtida pela Flexpetro para suspender sua meta individual de aquisição de CBIOs em 2020. A decisão, publicada nesta sexta (18), atende ao recurso da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e  (), responsável pela regulação do .Os  são os créditos de carbono do Renovabio, programa de descarbonização do setor de combustíveis. Todos os anos, a partir de 2020, as distribuidoras e importadores deverão a cumprir metas de aquisição dos créditos, definidas pelo governo federal e rateadas conforme participação das companhias no mercado de derivados fósseis.Há duas semanas, 2ª Vara Federal de Foz do Iguaçu decidiu pela suspensão da meta da companhia, por entender que requisitos previstos na Lei do Renovabio não haviam sido cumpridos este ano.A alegação era que a fixação das metas deveria levar em conta a capacidade de emissão de CBIO pelos emissores, o que não teria ocorrido nas fases iniciais de implantação do programa, entre 2019 e início de 2020. Um dos argumentos é que nem sequer haviam certificadores habilitados para analisar a eficiência das usinas, por exemplo.PUBLICIDADE

BREVES HISTÓRIAS QUE DIGNIFICARAM A INDUSTRIA DA CANA DE AÇÚCAR NO BRASIL

--------------------------------

ZANINI S/A. EQUIPAMENTOS PESADOS

Por: Leopoldo Teixeira .

.

Maurílio Biagi

As atividades sucro-alcooleira, tem se desenvolvido muito fortemente, desde a década de 1950, quando atividades de produção do açúcar, florescia categoricamente em regiões Nordeste, Centro-Sul, acompanhando mudanças de culturas de plantio tradicionais, como o Café, sendo substituída pela cana-de-açúcar.

Desses fatores. surgiram as "OFICINAS" na assistência de maquinária importada nos diversos seguimentos industriais, como: Tecelagem, Acearia, Extração de Óleos vegetais, Papel e Clulose, e tantas outras, com menção honrosa para a indústria Sucro-alcoleira.

Todas as 'Oficinas" se desenvolveram em conhecimentos mecânicos, engenharia, materiais, e sobre tudo; Formação de Mão de Obra especializada

Em uma fase progressiva que se seguiu, essas pequenas empresas se tornaram indústrias de porte, que iniciaram a nacionalização de tecnologias e equipamentos importados, em um passo gigantesco de avanço e progressos.

..

Vários outros fatores foram determinantes também, como a tomada da industrialização em todos os setores, competindo na questão da Mão de Obra, com atividades mais suceptíveis às consequências econômicas, com alto risco de instabilidades de mercados agrícolas primários.

Dess'arte, nasceu uma empresa muito importante na Região de Ribeirão Preto, ZANINI S/A EQUIPAMENTOS PESADOS, (Ex-Oficina ZANINI), na qual pude participar desde 1970, como funcionário, e a chegar às diretorias em suas 2 outras subsidiárias: Zanini International Trading Company, Ind - na cidade de PANAMÁ, na América Central; e ZANINI COMERCIO INTERNACIONAL LTDA., com sua sede em Sertãozinho, SP.

Vivenciamos Programas diversos, como: "do Açúcar", "do Alcool, quando os investimentos já haviam e se requeria a modernização de tecnologias dessas novas indústrias, na competição aguçada nas conquistas.

Nessa fase tão importante para o País se firmar nas lideranças de produção e tecnologia emAçúcar e Álcool, LuizLacerda Biagi, filho de Sr. Maurilio Biagi, desenvolveu trabalhos no exterior, trazendo as melhores experiências no crescimento objetivo de know-how interno, tanto na modernização, como na eficiência na produção das indústrias. Suas memórias estão apontadas em detalhes, em seu livro: "O Estilo Luiz Biagi de Criar Negócios".mmmm

Em minha experiência profissional na ZANINI, pude ser beneficiado pela 'filosofia' do fundador do Grupo Biagi: Sr MAURILIO BIAGI, detentor das empresas, da forma seguinte: "NÃO EXISTE UM PROFISSIONAL PRONTO! AQUELE QUE CRÊ NISSO, FRACASSARÁ!". "Assim, fomos treinados, prestigiados pela confiança em nosso trabalho, o que se transformava em incentivos, muito retribuidos por quem os recebia." (Leopoldo Teixeira)

Grupo Dedini :

Parabéns pelos 100 Anos!

.

Mário Dedini

Falar de Dedini, é ter muitas estórias ligadas ao arrojo de seu fundador: Sr.Mário Dedini.

Sempre foi uma figura carismática, inovadora, progressista, como sucedia com líderes de "outros tempos"!

Foi o precursor da fabricação, instalação no mercado brasileiro, de equipamentos completos para plantas 'turn-key', na área açucareira e alcooleira, dentre outros seguimentos; Também conquistou outros países da América Latina,

Formou um conglomerado de indústrias e atividades diversificadas, e, para melhor apresentá-lo, indicamos as páginas de website contando sua História!

Tive a honra de ter conhecido esses dois gigantes, tendo convivido mais próximo ao Sr. Mauílio Biagi, onde empreendi carreira. (L.T))
Entidades, Midias e Empresas Especializadas
ABIOGAS Associação Brasileira do Biogás.
BRASIL - ENERGIAS.
EDITORA BRASILENERGIA
COGEN Associação da Indústria de Cogeração de Energia
COPERCANA Cooperativa dos Plantadores de Cana do Oeste do Estado de São Paulo
NOVA CANA - Banco de Dados da Atividade Sucroalcoleira
PROCANA - BRASIL - Jornal da Cana
UBRABIO / RENOVABIO
UNICA – União da Indústria de Cana-de-Açúcar.